Música para recuperar de um AVC

A música ajuda a melhorar a recuperação cognitiva das vítimas de acidente vascular cerebral (AVC), segundo um estudo britânico. Perturbações do equilíbrio e da memória, alterações motoras, problemas de linguagem, alterações visuais, sensoriais... As sequelas de um AVC são frequentes e podem comprometer gravemente a qualidade de vida. Segundo um estudo publicado no International Journal of Stroke no início de Abril, a música poderá ajudar a uma melhor recuperação após estes eventos. Os doentes melómanos recuperaram de forma mais eficaz as suas capacidades cognitivas. A escuta activa e atenta é ainda mais benéfica.

Para chegar a esta conclusão, investigadores de várias universidades britânicas recrutaram 72 participantes. Todos tinham sofrido um AVC isquémico, o qual é geralmente causado por um bloqueio de aporte sanguíneo ao cérebro. Os doentes foram separados em 3 grupos: uns tinham que ouvir música; o segundo grupo também mas combinado com mindfulness; o terceiro grupo ouvia livros áudio.

Imediatamente após a saída do hospital e durante a convalescença, os voluntários ouviram os seus respectivos conteúdos, uma hora durante 8 semanas. Tinham liberdade de escolher as músicas e leituras preferidas. Ao mesmo tempo foram submetidos a testes de memória, de atenção e de humor para determinar a evolução das funções cognitivas e emoções.

Finalmente, para além da sensação agradável que a música lhes proporcionou, os doentes que a ouviram declararam que viram aumentado o seu nível de actividade e que estimulava as lembranças do passado. Aqueles que praticaram também mindfulness, sentiam-se mais descontraídos, concentrados e aptos a gerir as emoções. Relativamente aos testes, os participantes dos dois grupos que ouviram música, mostraram uma melhor recuperação das funções da memória do que os do grupo áudio.

Muitas pessoas que sofreram um AVC têm ansiedade e depressão, o que pode ter um impacto negativo sobre a sua recuperação o seu nível de envolvimento nas actividades quotidianas. Os investigadores pensam que a focalização intencional e a plena consciência durante a escuta, encoraja à colocação no momento presente, e ajuda aqueles que passaram por um AVC a melhorar a concentração, a reduzir os pensamentos negativos e também a aumentar a capacidade de recordação das informações.

« voltar